Em reunião, Região III reflete nulidade matrimonial e acolhe noviças da Congregação de Jesus Crucificado

Na última quinta-feira, dia 13, a Pousada Bom Samaritano, em Dracena, acolheu a Reunião do Clero e dos Consagrados da Região Pastoral III.

Assuntos referentes ao procedimento de nulidade matrimonial marcaram o encontro que foi assessorado pelo Pe. Marcelo Antonio dos Santos, um dos juízes auditores da Câmara Eclesiástica Auxiliar da Diocese de Marília que funciona na Cúria Diocesana.

O sacerdote, que cursa mestrado na Faculdade de Direito Canônico São Paulo Apóstolo, com polo em Marília, explicou os passos do processo pelo qual a Igreja reconhece que um casamento não foi válido desde o início devido a impedimentos ou irregularidades pontuais, e esclareceu dúvidas.

ACOLHIDA, AGENDA E AVALIAÇÃO

Segundo o vigário episcopal da Região Pastoral III, Pe. Rui Rodrigues da Silva, a reunião foi também ocasião dos padres, religiosos e consagrados que atuam entre as cidades de Flórida Paulista e Panorama avaliarem os eventos diocesanos e regionais ocorridos no último bimestre, e programarem os próximos momentos eclesiais, como o Mês do Dízimo, celebrado na Diocese de julho.

A noviças Ana Cristina Soares Mariano, do Estado do Ceará; Belinha Amade e Estela Moisés Profirio Francisco, ambas de Moçambique, que residirão na Casa Missionária “Maria do Sim”, da Congregação das Irmãs Missionárias de Jesus Crucificado, recentemente aberta em Dracena, foram apresentadas à Região Pastoral.

O bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, e o Pe. Marcos Roberto Cesário da Silva, coordenador de pastoral na Diocese, também participaram da reunião.

 

Fotos: Divulgação

 


Pastoral Presbiteral promove encontro com padres entre 7 e 15 anos de ordenação

A Pastoral Presbiteral da Diocese de Marilia reuniu ontem, dia 11, os padres que têm entre sete e 15 anos de ordenação presbiteral.

O encontro que ocorreu em Adamantina, na Casa Pastoral Diocesana Dom Osvaldo Giuntini, contou com a assessoria de Dom Paulo Roberto Beloto, bispo diocesano de Franca (SP) e referencial da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (OSIB) no Estado de São Paulo.

Natural de Adamantina e, a princípio, incardinado na Diocese de Marília, antes da ordenação episcopal, Dom Paulo auxiliou na pastoral junto às comunidades onde exerceu o ministério diaconal e presbiteral, e também na formação dos padres.

De modo dialogal e marcado por testemunhos e partilhas, no encontro de ontem, Dom Paulo desenvolveu o dom de Deus na vida sacerdotal a partir do texto bíblico da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo: “Por este motivo eu te exorto a reavivar o dom de Deus que há em ti pela imposição das minhas mãos” (cf. 1, 6).

Fotos: Pe. Tiago Barbosa I Pascom Diocesana


Encontro reúne mil pessoas e promove interação entre o bispo e os crismandos da Região I

Entre os jovens e adolescente que até o final do ano receberão o Sacramento da Crisma e equipes de serviço, mais de mil pessoas estiveram no encontro do bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, com os crismandos da Região Pastoral I.

A iniciativa, que ocorreu no dia 2 de junho na Unidade 2 do Colégio Criativo, em Marília, foi promovida pelo Serviço de Animação Vocacional-Pastoral Vocacional (SAV-PV) da Diocese e contou com o apoio da Pastoral da Catequese das 28 paróquias que integram a primeira região pastoral.

Com música, interação e a apresentação do teatro “Gianna, a escolha de amar”, da Paróquia São Miguel Arcanjo, de Marília. aproximadamente 720 crismandos, catequistas, seminaristas, agentes da SAV-PV, padres, diáconos e o bispo diocesano, participaram de um momento comunitário de proximidade e amadurecimento da fé de uma forma expontânea, própria da juventude.

Fotos: Edimar Souza I Pascom Santuário Nossa Senhora da Glória


Dom Luiz e Pe. Marcos participam da 86ª Assembleia Regional dos Bispos

Entre os últimos dias 4 e 6 de junho, o episcopado paulista realizou a 86ª edição da Assembleia Regional dos Bispos.

O encontro ocorreu no Mosteiro de Itaici, em Indaiatuba. Junto aos bispos, os padres coordenadores de pastoral das 36 dioceses e 6 arquidioceses paulistas, e lideranças pastorais, refletiram assuntos importantes em prol da ação evangelizadora no Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O bispo de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, e o coordenador diocesano de pastoral, Pe. Marcos Roberto Cesário da Silva, participaram ativamente de toda a agenda do evento eclesial.

Em uma das sessões, Dom Luiz apresentou dois relatórios de atividades pastorais do biênio 2023-2024, a saber, da Comissão para os Movimentos, Associações e Serviços Eclesiais, que é presidente no Estado; e da Pastoral Carcerária, que é bispo referencial para o Regional.

O Pe. Tiago Aparecido de Souza Barbosa, assessor de Pastoral da Comunicação (Pascom) na Diocese de Marília e no Regional, compôs a equipe de trabalho da Assembleia.

Fotos: Divulgação


Mais de 600 jovens se encontram com o bispo em Osvaldo Cruz

Cerca de 690 jovens da Região Pastoral II estiveram no último sábado nas dependências do Santuário Diocesano dedicado a São José, em Osvaldo Cruz, para um encontro com o bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini.

A oportunidade compõe a agenda do Serviço de Animação Vocacional - Pastoral Vocacional (SAV-PV) que, nas últimas semanas, proporcionou momentos dos crismandos com o bispo. A tarde contou com apresentações, dinâmicas e um bate-papo dos jovens com Dom Luiz.

Este encontro fechou o ciclo com a juventude que se prepara para receber o Sacramento da Crisma. Até o final do ano, a SAV-PV também programa momentos com os coroinhas e acólitos nas regiões pastorais.

Fotos: Roberta Bernardinelli I Paróquia Sagrada Família de Lucelia


Encontro em Ouro Verde abre ciclo formativo da Pastoral do Batismo na Diocese

No último domingo, dia 9, a Pastoral do Batismo iniciou um ciclo de formações regionais para os agentes de pastoral.

O primeiro encontro, na Região Pastoral III, ocorreu nas dependências da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, de Ouro Verde, e reuniu 110 participantes de todas as paróquias que compõem a região.

Pe. Marcelo Henrique Gonzalez Dias, assessor diocesano da Pastoral do Batismo, explicou que a iniciativa abriu um ciclo formativo que acontecerá, respectivamente, em Herculândia e em Vera Cruz, nos dias 28 de julho e 29 de setembro, para os agentes das regiões pastorais II e I.

“A partir do Catecismo da Igreja Católica e do Decreto Ad Gentes, documento do Concílio Vaticano II sobre a missão da Igreja, nos aprofundamos nos conceitos de Igreja, fé, missão e conversão”, destacou o assessor diocesano que também apresentou “um panorama da situação eclesial no Brasil e em algumas partes do mundo, como nos Emirados Árabes Unidos, na Faixa de Gaza, na Índia, China e Nicarágua”.

Assessorado pelo próprio Pe. Marcelo Henrique, “Igreja em missão - conservar e transmitir a Palavra de Deus em todas as realidades humanas” foi o tema que norteou o encontro em Ouro Verde e que também será desenvolvido para os agentes das demais regiões pastorais.

Em seguida, o coordenador diocesano, Artur Natal da Sila, e sua esposa Márcia, conduziram um trabalho em grupos para que os agentes se conhecessem melhor e partilhassem as experiências de suas paróquias.

Fotos: Divulgação


Retiro reúne oito vocacionados em Adamantina

Neste último final de semana, entre os dias 8 e 9, um encontro vocacional reuniu jovens na Casa Pastoral Diocesana Dom Osvaldo Giuntini em Adamantina.

Com vocacionados das cidades de Lucélia, Marília, Parapuã e Tupi Paulista, o retiro contou com a assessoria do reitor do Seminário Diocesano Propedêutico São Pio X, Pe. Luiz Eduardo Cardoso de Sá; do Ir. Rodrigo Alves, do Instituto dos Irmãos do Sagrado Coração; e também da leiga consagrada Lucilene Livino de Melo, da Ordem das Virgens.

“O encontro foi muito bom, os jovens participaram bem e conseguiram compreender o sentido do discernimento vocacional, estão bem animado”, destacou o Pe. Luiz Eduardo ao indicar que a iniciativa desenvolveu a questão da vocação à vida e o conhecer- se a si mesmo, o relacionamento com Deus, com o próximo e consigo mesmo, e a importância da devoção mariana no discernimento vocacional.

O bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, e o diácono Antônio Rodrigues da Cruz, também estiveram no retiro com os vocacionados. A próxima etapa do encontro será entre os dias 18 e 19 de agosto, em Marília, no Seminário.


Assembleia da Pastoral Familiar estuda acompanhamento personalizado para o Matrimônio

Casais líderes de 26 paróquias da Diocese de Marília estiveram no último domingo, dia 9, em Osvaldo Cruz, para a Assembleia da Pastoral Familiar.

O encontro, que ocorreu no Santuário Diocesano São José, teve como principal finalidade o estudo do “Itinerário Vivencial de Acompanhamento Personalizado para o Sacramento do Matrimônio” da Comissão Nacional da Pastoral Familiar.

Segundo o assessor diocesano da Pastoral Familiar, o diácono Rodrigo do Nascimento Ribeiro, as paróquias aprofundam a publicação estudada há dois anos e o objetivo é que em 2025 o material seja implantado em toda a Diocese.

Fotos: Divulgação


Religiosa de Flora Rica professa primeiros votos em Osvaldo Cruz

O Santuário Diocesano de São José, em Osvaldo Cruz, acolheu na última sexta-feira, dia 7, um momento especial para o Instituto das Irmãs Missionárias dos Sagrados Corações de Jesus e Maria: trata-se dos primeiros votos da Irmã Vanessa da Cruz Brito.

Natural de Flora Rica, com o nome religioso de Irmã de Nossa Senhora das Graças, a religiosa professou os primeiros votos após os períodos de aspirantado, postulantado e noviciado junto ao Instituto.

O rito ocorreu durante Missa presidida pelo bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, e reuniu dezenas de religiosas e também familiares e amigos da Irmã Vanessa.

Fotos: Wanderlei Filó I Pascom Osvaldo Cruz


Regional Sul 1 da CNBB envia padre missionário para Diocese no Mato Grosso

O último dia da 86ª Assembleia Regional, encontro que reuniu bispos e lideranças eclesiais do Estado de São Paulo, foi marcado pelo envio missionário do Pe. Salvador Maria Rodrigues de Brito, do clero de Guarulhos, para Barra do Garças, no Mato Grosso. A experiência faz parte de convênio das Igrejas Particulares paulistas com a Diocese mato-grossense

Em Celebração Eucarística, na manhã de quinta-feira, 6 de junho, o presidente do Regional Sul 1 e arcebispo de Sorocaba, Dom Julio Endi Akamine, resgatou o itinerário percorrido durante o encontro; passando pelo estudo acerca da teologia do domínio e da denúncia de “uma forma estranha de ecumenismo do ódio”.

Considerando a dinâmica sinodal de conversa no Espírito, experimentada entre a sexta e a sétima sessão da Assembleia, Dom Julio recordou que “mais do que nunca a Ação Evangelizadora no Regional Sul 1 precisa estar ancorada em Cristo”. Sublinhando que foi por amor a Deus e ao próximo que Jesus morreu na Cruz, o arcebispo de Sorocaba destacou que é o próprio Filho que revela o Pai. “A nossa Assembleia foi um impulso a nos concentrarmos no essencial que é Cristo. Ela apontou para um compromisso sinodal e para uma esperança que não decepciona”, concluiu o presidente do Regional Sul 1.

Gratidão
Dom Julio, ainda falando sobre os resultados da Assembleia, reafirmou um dos compromissos do episcopado paulista: a missão. O envio do Pe. Salvador à Diocese de Barra do Garças personaliza esse compromisso. “Nós não podemos oferecer do que está sobrando. Isso que é a verdadeira caridade; a caridade missionária”, disse o bispo diocesano de Guarulhos, Dom Edmilson Amador Caetano, O.Cist.

O convênio missionário do Regional Sul 1 com a Diocese mato-grossense começou a ser estabelecido a partir de fala do bispo de Barra do Garças, Dom Paulo Renato Fernandes Gonçalves de Campos. “Quero agradecer os senhores, primeiro, pela oportunidade da escuta. Deus lhes pague pelos preciosos e frutuosos momentos. Quero agradecer, também, pela ajuda efetiva de todos os bispos. Não posso deixar de mencionar a ajuda nos recursos humanos”, declarou Dom Paulo em vídeo enviado à Assembleia.

O bispo, na sequência da mensagem, igualmente mencionou a Diocese de São José do Rio Preto que, a partir do Instituto Imaculado Coração de Maria, de José Bonifácio, enviará missionários para aquela Região. “Continuamos com os desafios nessa terra de missão. A nossa carência continua sendo de recursos, mas nesse momento, de recursos humanos. O Regional Sul 1 e os bispos do Estado de São Paulo são aqueles que nos dão a mão nesses primeiros passos”, concluiu Dom Paulo Renato.

Testemunho
O Pe. Salvador, que seguirá para Barra do Garças, já viveu experiência, em dois períodos, no Continente Africano. Após o retorno ao Brasil, consideradas as situações de violência verificadas no primeiro trimestre de 2024, o presbítero colocou-se em oração e, em retiro pascal, decidiu declarar-se à disposição da experiência missionária do Regional Sul 1 da CNBB.

O padre assumirá, ainda no mês de junho, duas paróquias no Mato Grosso. Segundo ele, as sedes de cada Comunidade encontram-se distantes uma da outra cerca de 60 quilômetros. “Eu já estive em Barra do Garças e voltei com o coração ardendo. É um povo acolhedor, cheio de fé, que conta com um bispo apaixonado pela Igreja”, partilhou o missionário.

Elencando como maior desafio as distâncias territoriais, o Pe. Salvador sublinhou, como exemplo, que a sede da Diocese e Cuiabá, estão separadas por cerca de 500 quilômetros. “O bispo, uma vez por mês, se coloca nesse caminho para estar com os seminaristas que estudam na capital do Estado”, completou o presbítero. “A pessoa tem que se sentir vocacionada. Agradecemos a disponibilidade do Pe. Salvador que voltando, da África, disse querer continuar missionário Ad Gentes”, finalizou o bispo de Guarulhos, Dom Edmilson Amador Caetano, O.Cist, celebrando o envio do missionário no contexto da 86ª Assembleia Regional.

Comunicação Regional Sul 1